Café agroflorestal: Case Café dos Contos II

A segunda parte sobre o nosso projeto com café agroflorestal na Serra da Mantiqueira.

Com o início da parceria entre o Café dos Contos e a PRETATERRA em 2018, o cafezal até então em monocultivo na propriedade em Monte Sião, Minas Gerais, foi convertido em um sistema agroflorestal regenerativo e biodiverso.

Reconhecimento

Em pouco tempo, apesar da pequena escala, esse sistema que implantamos com o Paulo e a Mari do Café dos Contos se tornou referência ao ganhar destaque nacional com a premiação na categoria “Sustentabilidade de Pequeno Porte” do Prêmio Novo Agro, em 2019. Iniciativa da Esalq-USP com o Santander, o Prêmio reconhece iniciativas sustentáveis no agronegócio.

Segundo o Paulo, “pra nós foi muito legal ver que uma instituição financeira olha para sistemas agroflorestais e premia iniciativas como a nossa, isso também não deixa de ser uma chancela de viabilidade econômica”.

 

Paulo e Mari durante a premiação, em 2019. Foto: Café dos Contos[/caption]

Divulgação científica

Também em 2019, apresentamos um resumo no 4º Congresso Internacional de Agrofloresta que ocorreu em Montpellier, França. Você pode consultar esse e outros resumos publicados neste congresso no Livro de Resumos, disponível aqui.

Desde então, o Paulo e a Mari fecharam uma parceria com o Instituto Federal do Sul de Minas, localizado em Inconfidentes, abrindo suas portas para estudantes, professores e pesquisadores de Agronomia, Gestão Ambiental e Biologia, para estudos sobre o solo, retenção de carbono, água, indicadores de agricultura regenerativa, etc.

 

Foto: PRETATERRA

Agrofloresta é vida!

Alguns resultados já estão sendo colhidos: recentemente, o engenheiro agrônomo Roger Fernandes fez seu trabalho de conclusão de curso comparando a diversidade de insetos dos sistemas agroflorestais implantados pela PRETATERRA em 2018 com outras áreas.

De maneira muito interessante, nos sistemas agroflorestais foram encontrados valores de abundância e diversidade de invertebrados similares às áreas de mata conservada e superiores às áreas de regeneração natural, reflorestamento e pastagem. A agrofloresta traz a lógica da floresta para um sistema produtivo, criando um ambiente no qual as relações ecológicas se equilibram e a biodiversidade se manifesta em todas as suas formas.

Quer saber mais sobre o projeto? Leia o nosso primeiro post que conta como tudo
começou aqui. Visite o IG deles @cafedoscontoS, onde sempre publicam novidades das colheitas. E se quiser degustar esse café em casa, clique aqui.

Saiba mais sobre agrofloresta:
Espécies, mão de obra, maquinário e mercado, todos devem ser escolhidos e analisados dentro um planejamento detalhado para resultar no melhor custo-benefício e retorno.
Indispensáveis na agrofloresta, as espécies de serviço tem várias funções, mas uma das principais é a produção de biomassa.
Recebemos a pergunta do Carlos, que é de Manaus e gostaria de implantar uma agrofloresta em 32 hectares, numa área que já é uma floresta.
veja também
Café é uma cultura tipicamente agroflorestal? Nosso projeto com o pessoal do Café dos Contos, na Serra da Mantiqueira, em MG, ganhou um prêmio e prova que café agroflorestal é tudo de bom!
Em um dos nossos projetos no Nordeste, pensamos em como agregar valor à cadeia da banana-prata.

drop's regenerativos

fique informado! se inscreva e receba as últimas notícias sobre agrofloresta




    Nós nos preocupamos com seus dados e adoraríamos usar cookies para melhorar sua experiência. Você pode saber mais sobre nossa política de privacidade e cookies aqui.