Como fazer para restaurar nascentes?

Hoje no PRETATERRA Responde a gente vai falar sobre um tema muito relevante: restauração de nascentes! Essa foi uma pergunta enviada pelo Marco, por e-mail.

Os recursos hídricos de uma propriedade são um dos mais importantes ativos e devem ser preservados. Se você tem uma propriedade ou conhece uma área que tinha uma nascente e não existe mais ou está secando, o primeiro passo a fazer para restaurá-la é cercar o seu perímetro, principalmente caso animais tenham acesso ao local. Após feita sua proteção mecânica, é importante fazer uma limpeza do terreno, como uma roçada, para remover plantas daninhas e abrir espaço para o plantio de árvores nativas.

Que tipo de espécies posso usar na restauração de nascentes?

A partir desse procedimento de roçada, pode-se semear sementes de várias espécies de árvores nativas (técnica de muvuca de sementes) ou plantar mudas de árvores. No caso de plantio por sementes, será necessário realizar remoção de plantas que nascerem juntas ou estiverem competindo. Pode-se realizar adubação por cobertura por planta e não esquecer de cobrir o pé das mudas com biomassa para manter o microclima. No caso de plantio por mudas, pode ser interessante escolher mudas nativas que também sejam frutíferas, para atrair a fauna e fornecer frutos para colheita manual e consumo próprio.

Quantos metros a partir da nascente eu devo plantar?

Com o cercamento para proteção física e o plantio de árvores, que irão, com suas raízes, aerar e proteger o solo, além de alcançar lençóis freáticos, a nascente voltará com o passar dos anos! Lembrando que a área de nascentes é uma Área de Preservação Permanente e deve ser reflorestada, sendo a área mínima para restauração todo o perímetro de 50 metros formado a partir da nascente. Para demais cursos d’água, a distância varia e recomenda-se consultar o Código Florestal antes de iniciar o plantio.

Saiba mais sobre agrofloresta:
Espécies, mão de obra, maquinário e mercado, todos devem ser escolhidos e analisados dentro um planejamento detalhado para resultar no melhor custo-benefício e retorno.
Indispensáveis na agrofloresta, as espécies de serviço tem várias funções, mas uma das principais é a produção de biomassa.
Recebemos a pergunta do Carlos, que é de Manaus e gostaria de implantar uma agrofloresta em 32 hectares, numa área que já é uma floresta.
veja também
Espécies, mão de obra, maquinário e mercado, todos devem ser escolhidos e analisados dentro um planejamento detalhado para resultar no melhor custo-benefício e retorno.
Indispensáveis na agrofloresta, as espécies de serviço tem várias funções, mas uma das principais é a produção de biomassa.
Recebemos a pergunta do Carlos, que é de Manaus e gostaria de implantar uma agrofloresta em 32 hectares, numa área que já é uma floresta.

drop's regenerativos

fique informado! se inscreva e receba as últimas notícias sobre agrofloresta




    Nós nos preocupamos com seus dados e adoraríamos usar cookies para melhorar sua experiência. Você pode saber mais sobre nossa política de privacidade e cookies aqui.